29 de junho de 2008

Tantos Olhos

Viver pede encantamento.
Pede olhos de oceano. Que brilhem sob os raios de Sol. Que tempesteiem. Que tenham em suas profundidades infinitos sentimentos colhidos como flores pela vida.
Viver pede olhos...


***Olhos de um amável pai que já se foi;
Olhos de um cego que tateia flores;
Olhos de um reencontro sincero após tantos anos de saudade;
Olhos de mãe que fita pela primeira vez os olhinhos de seu bebê;
Olhinhos curiosos e puros* de bebê;
Olhos de amizade eterna;
Olhos emaranhados de um casal que nunca veio a existir;
Olhos de quem olha a vida pela última vez;
Olhos de quem olha além do vento;
Olhos de cachorro*, olhos de coruja;
Olhos de um pai que entrega sua filha ao noivo no altar;
Olhos de quem olha as nuvens de cima, da janela de um avião;
Olhos de quem olhas as nuvens de baixo, deitado na grama;
Olhos de quem olha a última flor* cair da cerejeira;
Olhos de quem olha a última folha seca esvair-se;
Olhos de quem olha as primeiras folhas verdes ressurgirem;
Olhos de quem observa pessoas sorrindo;
Olhos de quem sorri*;
Olhos de quem observa outros olhos;
Olhos de quem habita outros olhos;
Olhos de quem olha* para dentro de si e encontra o universo;
Olhos de sempre e de nunca.


Tantos olhos...
Tantos olhos que vêem tantos mundos*.
Tantos sonhos em tantos mundos. Tantos olhos.

17 de junho de 2008

35 horas

Olá gente !


Quem dera que os dias durassem algo como 35 horas...Talvez daria tempo para fazer tudo e também para não fazer nada. Afinal, todo mundo precisa de instantes mais prolongados de ócio. Agora, o que cada um faz com esse tempo é o que difere a vida de algumas pessoas das de outras.

Bem, hoje vou deixar alguns recados neste post. Apesar do pouco tempo, pretendo escrever sempre que surgir uma oportunidade. E prometo visitar todos os Blogs amigos nos finais de semana. :]


#Um grande abraço a Bruno Mazzeo, Fernando Caruso, Marcelo Adnet, Gregório Duvivier e Queiroga. Você fazem meus domingos mais felizes. Beijão


#Parabéns à banda sergipana Naurêa pelo trabalho original que dá tanto orgulho aos seus fãs. "Eu quero é ser primeiro, Compay Segundo..." Sucesso !


#Meus parabéns a uma amiga querida de longa data, Jessica, pelo seu aniversário no dia 11 de junho. Que você seja muito feliz, pois você é muito especial.


#Ahh...Um abraço para todo o pessoal da Casa da Rua da Cultura que me recebeu tão bem por lá semana passada.


#Um alô a toda a galera do M-Tai que está de preparando, como eu, para este evento tão especial que acontecerá neste final de semana em Sampa. Nos veremos lá !!

# Vamos exercitar escovar os dentes com a torneira fechada, beleza ?


Abração
:)

15 de junho de 2008

As novas bonecas de papel

Quando eu era pequena, lembro que vez ou outra eu comprava bonecas de papel da Barbie. Junto a elas vinham roupas e adereços destacáveis e montáveis. Eu podia recortar e vestir as Barbies Paperdolls, como eu quisesse. Era tão legal. Pensava eu que era a modernidade. Mas recentemente descobri um site que me deixou boba e feliz.
É o Stardolls.

Um site com várias bonecas e bonecos em formatos de cantoras, atrizes, modelos, onde você faz a mesma coisa só que de forma mais moderna, prática e diversificada. Me diverti um monte relembrando meus velhos tempos.Fora que eles colocam cada peça de roupa de dar inveja...Principalmente na Paperdoll da Amy Winehouse...Dá vontade de usar também. Quem dera se a impressora também fosse tão moderna assim. hehehe

Divirtam-se também !!!!


7 de junho de 2008

Receita

Conhecendo a pessoa mais entediante de sua vida.
Uma receita prática e eficiente que te dará a oportunidade de conhecer a pessoa mais entendiante de sua vida.


MÉTODO 1 = Primeiramente decida sair de casa em pleno domingo às 10:30 da manhã e procure o melhor lugar da sua cidade para exercitar o tédio.Tipo praça de alimentação de Shopping Center. Vista uma camisa verde, vá para lá e procure a mesa mais afastada da passarela onde transitam os famintos. Se possível compre um suco de mamão ou uma sopinha de legumes para te acompanhar nessa jornada de completo enfado. Contemple o marasmo.

Quando bater exatamente 12:00, se dirija ao Mc Donald's ou Bob's ou Burger King ou Dogão's X -Tudo e observe a fotografia do funcionário do mês. Procure-o em meio ao aglomerado de funcionários atordoados e amontoados e peça diretamente a ele, o prato de número 4. Independente do que este prato seja e do que o funcionário do mês esteja fazendo naquele momento.

Se o funcionário te perguntar algo como, "com salada ?" ou "coca-cola ?", olhe levemente para a sua esquerda, dê três batidinhas com seu pé direito no chão e repita incisivamente e somente, o seguinte : "Número 4 já deveria dizer tudo, não acha ?". Depois disso ele te atenderá com tédio e fúria e você sairá de lá mesmo assim com a sua bandeja organizada. Isso não é admitido. Pare e inverta a ordem do copo e do sanduíche. Daí sim, continue sua caminhada até sua mesa.

Chegando lá, perceberá que alguém sentou onde você estava. Até porque você não deixou nada marcando o seu lugar, sendo o ambiente público, você simplesmente perdeu sua mesa que não é sua. Não adianta espernear, jogar a bandeja no chão ou ligar para a sua mãe. Não se preocupe. Isso já era previsto. Faz parte dos nossos planos. Simplesmente não desista, vá até lá e tome o que não é seu.

Chegando na mesa, faça o seguinte comentário à pessoa que está sentada: "É impressão minha, ou o Shopping diminuiu o nível de iluminação deste lado da praça de alimentação?". A partir daí a pessoa te convidará para sentar e vocês iniciarão um longo, entediante, irritante e prolixo papo sobre física quântica associada às letras de Renato Russo, fundamentalismo religioso associado ao movimento Punk no interior do Marrocos e trabalhos artísticos de Carla Peres na década de 90.
Parabéns, você conheceu a pessoa mais entediante da sua vida.


MÉTODO 2 = Primeiramente saia de casa em pleno domingo às 9:00 da manhã e vá até o Shopping. Lá perceberá que ele estará fechado e que você terá que esperar 1 hora no estacionamento. Neste interim coloque em seu Cd player o LP do Waldick Soriano. Caber ou não caber é uma questão relativa. Fique pensando sobre isso.

Quando o Shopping abrir, vá até a primeira joalheria que avistar e pergunte o preço do maior colar exposto na vitrine. Fique entediado ao ouvir o preço e perceba o quanto você é pobre. Em seguida esbraveje algo sobre o quanto o Bush é desgraçado e sobre o quanto as políticas neoliberais acabaram com a sua vida.

Depois disso, vá até a praça de alimentação e fique transitando com cara de faminto de um lado a outro até bater 12:00. Nesse exato instante perceba que do lugar mais afastado da passarela de onde você se encontra, uma pessoa com uma camisa verde e uma cara fúnebre se levantará e sairá da mesa. Então corra, sente-se lá e aguarde. Enquanto espera, conte quantas pessoas de óculos escuros passam pela passarela e anote em um papel. Continue aguardando.

À primeira pessoa que se dirigir a você responda: "Talvez seja para diminuir o aquecimento global dos centros comerciais" e a convide para sentar.
Parabéns, você conheceu a pessoa mais entediante de sua vida.


*Cada pessoa só terá acesso a um dos métodos. Afinal, são complementares. A não ser que a pessoa mais entediante que você conhecerá em sua vida seja você mesmo. Seria muito azar.

*Esta receita é tão eficiente quanto a do médico defensor da abiogênese, Jan Baptista van Helmont, que afirmava que do aglomerado de camisas sujas e grãos de trigo nasceriam ratos espontaneamente.

*O único perigo é de não dar certo. De tipo assim, você não encontrar uma camisa verde no dia, do funcionário do mês ter morrido, de ser um dia de chuva sem pessoas com óculos de sol no Shopping...Riscos.


# Em casos de maiores dúvidas ou falhas na aplicação da receita, ligue para o nosso 0800 e consulte a nossa operadora de telemarketing e psicopedagoga Gerundina Soares.Ela estará te recebendo...

5 de junho de 2008

Enquanto houver sol


Quando não houver saída

Quando não houver mais solução

Ainda há de haver saída

Nenhuma idéia vale uma vida...


Quando não houver esperança

Quando não restar nem ilusão

Ainda há de haver esperança

Em cada um de nós

Há algo de uma criança...


Enquanto houver sol

Enquanto houver sol

Ainda haverá...


Titãs


~~Acho essa música muito linda. :]

3 de junho de 2008

"O Captain, my Captain."

Hoje revi um filme que assisti quando era bem pequena mas lembro que desde então gostei muito : Sociedade dos Poetas Mortos. Encontrei este filme um dia desses nas Americanas por um preço muito bom e não abri mão de comprá-lo. É aquele típico filme que marca por ter e falar de essência. No melhor sentido da palavra. Quem já viu, com certeza entenderá o que quero dizer com isso. Quem não, corre já para a locadora. É um filme profundo e emocionante.

Estava constatando após rever o filme o quanto a sociedade mais racional quer nos transformar em qualquer coisa menos no que somos de verdade. Sempre existirá alguém que tentará aparar as asas e arestas da nossa imaginação. No fundo estamos sempre tentando crescer de uma forma ou de outra; Querendo provar o quanto somos bons, cultos, sagazes e singulares... Quando na verdade sempre seremos tão insuficientes e amadores. Mesmo os mais sábios admitem que o estado de sabedoria é uma busca infinita.


A prática de ser quem se é no mais profundo sentido da palavra deve ser constante. Mesmo sendo por vezes dolorosa, é a única maneira de se viver intensamente. Descobrindo-se. Respeitando-se. Ninguém estará pronto, sempre estaremos um tanto confusos, perdidos, inseguros. Pois saber quem se é, é a missão mais nobre e ao mesmo tempo mais árdua que pode existir.


Sempre suspeito de quem tem muitas verdades absolutas ou muita aparência de força e autosuficiência. No fundo todo mundo tem sonhos, medos, traumas, verdades relativas e essência. Todo mundo vai mudando, indo e vindo como as ondas do mar.

1 de junho de 2008

A cura pela insignificância

Não podemos, nem devemos, nos deixar abalar pelas críticas negativas de quem não nos conhece. Não podemos, nem devemos, nos envaidecer pelos elogios extremistas de quem não nos conhece. A base da nossa satisfação ou da nossa insatisfação deve estar bem firme. Somos mais do que um aspecto ou um ponto de vista. Cada um cabe dentro do espaço que se dá.

Andei recebendo críticas anônimas aqui no Blog de alguém gratuitamente agressivo e infeliz. Não se tratavam de críticas construtivas, era apenas lixo. Este que fiz questão de mandar reciclar.
Aprendi que apenas pessoas muito mal- amadas sentem prazer na agressão gratuita.

Quando eu era mais nova recebi uma carta anônima na escola que simplesmente falava coisas absurdamente vulgares e cruéis para mim. No momento que li fiquei sem ação, eu não tinha inimigos. Pensava eu. Pois é, como eu era uma menina pacata, alegre e na época a primeira da sala, uma colega de sala que se dizia minha amiga, foi tomada por uma inveja súbida e resolveu me mandar tal coisa.

Desde pequena que eu conheço o poder da agressividade e da insanidade humana. Fui muito ingênua e aceitei de certa maneira que tais coisas chegassem até a mim. Mas hoje não. Fui vacinada e não me abalo com incompetentes.

Tenho bons visitantes por aqui. Pessoas que sabem argumentar e expor suas opiniões. Seres vivos. Não seres brutos como os que anonimamente falam asneiras e enchem a boca para proferir coisas sem sentido como se estas fossem as verdades absolutas do Cosmo. Não preciso de pessoas que julgam que se preocupar com os outros é querer simplesmente estar com a consciência tranquila. Não preciso de pessoas que se julgam deuses da língua portuguesa para criticar textos alheios mas que no entanto, não conseguem redigir suas próprias palavras. Estes são os típicos vomitadores de discurso barato aprendido em antros de gente vazia.

Alguns que não se dizem hipócritas e comentam num Blog o seguinte " Queria te dar um murro" merecem no mínimo pena. Só faltou a risada sarcástica do Clodovil para responder tal infantilidade. Quem apela para agressão prova a sua incapacidade de argumentação. Quer ganhar no grito, no dente...Estes são os piores fracassados. Vivem em tanto fracasso que se dão ao trabalho de ler e comentar num Blog que dizem ter odiado. No mínimo devem ter muito tempo de ócio depreciativo.

Meu Baú não tem espaço para gente pequena de alma que não sabe viver. Aqui nunca agredi ninguém, aqui nunca dei nenhum motivo para que pessoas com desequilíbrio emocional me agredissem. Esse espaço é MEU. Tenho adoráveis visitantes que sempre me dão a honra de suas presenças e comentários. Os respeito e eles merecem um Blog que antes de mais nada se respeita.

A partir de hoje quem enviar qualquer comentário anônimo ao meu blog (sem assinatura) terá seus dizeres automaticamente deletados. Nem me darei ao trabalho de ler.

"O termômetro do sucesso é apenas a inveja dos descontentes."
Salvador Dalí

Só o surrealismo deveria explicar. Afinal, o mundo é dos grandes de alma.
Ao minúsculo anônimo, o eterno vazio de ser ele mesmo.



~~Abraço aos bons e grandes leitores. :]