15 de setembro de 2008

Só pra quem é Hype ( com H maiúsculo)

Chinela - Ademir do Arari Entrei numa grife
Quando eu vi uma chinela
Chinela tão linda, chinela querida
Sei que vai fazer...Parte da minha vida.
Fiquei admirado, fiquei pobre coitado
Olhando a chinela
Chinela querida
Sei que vai mais fazer parte da minha vida.
Chinela querida
Sei que isso faz parte da grife
Fiquei emocionado, fiquei preocupado
Se eu não poder usar esta chinela.
Fiquei emocionado
Um pouco preocupado
Se eu não poder usar esta chinela.
Linda chinela,Chinela tão linda
Chinela querida
Sei que vai fazer parte,Vai fazer parte
Da minha vida.



Agora venha me falar de Chico, Vinícius, Tom... Hype é Ademir do Arari !


Tão Hype que existe um clipe sensacional da Chinela em Lego Stopmotion.





* A chinela da foto é Crocs porque é mais Hype ainda.

14 de setembro de 2008

Nos Meus Passos


Ando sem tempo. Colhendo surpresas. Descalça.

Como sempre, sem direção ou obrigação.

Ando viva e livre. Como aqueles livros que li.

Alguns olhos andam comigo. Os olhos tempestivos. As cirandas ritmadas pelo som do silêncio.

Ainda andam.

9 de setembro de 2008

Ócio Literário


O ócio deveria ser um direito assegurado por lei. Principalmente em se tratando de escritores.

É preciso tempo livre e ilimitado, paciência. Faz-se necessária a constante sensação de espaço e liberdade, onde tudo que brota, seja saliva ou escárnio, possa ser válido e reestruturável.

O ócio literário é produtivo. Escrever, apesar de por vezes exigir formatos e aplicações, é uma atividade abstrata que se traduz em algo concreto: a palavra.
Mesmo que esta seja abstrata.

Escrever pode ser um grande paradoxo.



6 de setembro de 2008

Quem Poderá Nos Defender ?


Em certa ida a Mangue Seco ( exatamente, a praia da Tieta), me deparei com a inusitada placa acima. Imediatamente fotografei tal pérola... Isso seria o que chamo de marketing suicída. Altíssimo nível de sinceridade. Péssimo para os negócios...


Também lembro de uma ocasião em que estava viajando rumo a casa de minha avó numa cidade do interior da Bahia. Seguindo o itinerário, passei por um povoado bem humilde onde acabei me deparando com a seguinte frase pichada num muro : FORA BUSH.

Não consigo nem imaginar como o George W. Bush lidou com o tremendo impacto que este protesto causou em seu governo... Certamente temeu o Impeachment.

A globalização e a consciência social não têm limites !!! As incoerências também não...

4 de setembro de 2008

Quanto vale um conto ?

Era noite, quantas estrelas no céu ! Dois séculos de espera !

De repente um vulto. Pausa. De repente um choque. Fluxo.

A sombra e a bruma. Sumiram todos os dois mil. Uma estrela caiu.


Ficaram dúvidas, justificativas, coisas sem nexo. Reconhecimento.
Uma flor sorriu para o universo pela primeira vez.


Paracatúns. Telecobecos. Ziriticuns.
Aquela onda com som abafado foi escutada.

As traças queriam comer a saudade. Hoje as letras comem as traças.
Segredos contados em nossos três livros.


Um conto vale mais quando acontece.*










* Nem sempre não é o que parece ser.

2 de setembro de 2008

O Abraço

Primeiro, o encontro de mãos. Firmes, decididas.
Depois, todo o encontro, o enlaçar de braços. A união de estruturas físicas que se querem perto. Como mãe, como filho, como amigo, como amante.
De repente dentro do abraço passam a caber sonhos, afetos.
Passa a caber o mundo.