14 de setembro de 2008

Nos Meus Passos


Ando sem tempo. Colhendo surpresas. Descalça.

Como sempre, sem direção ou obrigação.

Ando viva e livre. Como aqueles livros que li.

Alguns olhos andam comigo. Os olhos tempestivos. As cirandas ritmadas pelo som do silêncio.

Ainda andam.

2 comentários:

Quase Trinta disse...

Colhendo surpresas, amei todo o texto mas essa frase em especial

Marília disse...

Bravooo... Vc a cada dia q passa me surpreende.
Tá de parabéns! ;D