13 de fevereiro de 2009

Dilúvio


Chove

Chove

Chove


A cidade se desfaz. Eu me afogo.


Meu Deus, não é água de chuva.

São lágrimas humanas.

Sou eu.

5 de fevereiro de 2009

Sinal de fumaça, abóboras e saudades.



Como pode uma banda fazer tanto sentido ? Ah, eu simplesmente amo os Beatles. Suas baladas, sua densidade, seu contexto. É tudo muito significativo. Desde o sorriso do Ringo ao olhar sublimado de Lenon.


Um dia desses estava no Sítio com minha família. Eu e meus pais a noite deitados numa rede bem embaixo de um cajueiro. Começamos a cantar Beatles. Imagine em coro e Help meio confusa já que meu pai fez questão de cantar com a voz mansa de Caetano Velozo. Foi uma graça. E lá a gente podia cantar bem alto o "imagine all the people"(com ênfase no "all") ou até mesmo gritar se fosse o caso. Teoricamente nenhum vizinho escuta.



Estou prestes a viajar para longe(uma bota no velho mundo) e apesar de estar obviamente feliz com toda essa idéia de conhecer um novo país em épocas de neve, ando meio melancólica, sabe-se lá com o quê. Talvez eu até saiba...Coisas insolúveis e complexas que só aparecem para encher um pouco o nosso saco quando tudo está pleno. Faz parte da vida e da oscilação da onda. Assuntos meio sentimentais, meio paranóicos.




Às vezes minha nostalgia em excesso me irrita. E irrita as pessoas. "Pra que diabos comprar vinil ?" "E esse lenço no pescoço aí ein ?" Sei lá, eu gosto do ritual do LP e das bolinhas do lenço.




Cansei da modinha "cool", "cult" e da porralouquisse encanada que se alastrou por essa cidade como uma praga de uns tempos pra cá. E dos muitos tipinhos de gente assim que realmente me enchem com tanta superficialidade. Todo mundo pega todo mundo e se torna gay pra dizer que escuta Bowie e entra no francês pra falar com bico e fuma maconha pra mostrar que é foda e ignora as pessoas e quer comer a mãe do amiguinho ou a própria pra mostrar que regras sociais são over e também porque o filme os sonhadores é foda e andam olhando fixamente para Londres por onde passam e odeiam música nacional e só lêem literatura bósnia e cospem um tipinho diferencial de ser que simplesmente virou regra e falam mal de seus amigos para ser demais e se vangloriam de ter dormido com um estranho e fazem tudo que é necessário para ser cool só que com o detalhe de serem tudo pelas bordas caindo na caricatura e no rótulo barato . (Falar disso é em fluxo)
Respeito e admiro os verdadeiros boêmios, loucos e revolucionários. Os que fazem francês porque é uma língua linda e útil, os que bebem até cair com amigos numa boa e fica por isso mesmo, os que amam uma banda de paixão, os que lêem literatura complexa com emoção.
Bora sentir meu povo !!



Realmente preciso fugir um pouco daqui. Também estou numa fase muito difícil em termos de fazer social ou ser mais paciente com as pessoas. Todo mundo é meio Alice.



O que um cara precisa fazer para me conquistar ? Ah, depois de muita insistência dos fãs e seguidores de Alá eu colocarei três coisas que um cara NÃO pode fazer se quer me conquistar e outras três que ele DEVE fazer se quiser me conquistar.Rufam os tambores! o.O

Bem, um cara que quer me conquistar,NÃO pode :


*Dizer que cansou de escutar Beatles o tempo todo.

*Cogitar a hipótese de pousar nu.

*Não ter decorado ao menos uma música de Chico Buarque.


O que um cara DEVE fazer :


*Carregar minha bolsa.

*Não jogar em hipótese alguma lixo no chão.

*Saber contar histórias, piadas e pedras de dominó.



Tenho um projeto de uma banda com minhas primas que está rendendo muitas notícias e convites. Ou melhor, estará em breve. Logo criaremos uma página no myspace, clipe na Mtv européia, eventos em Tóquio. Afinal misturamos rock sessentista e música feudal japonesa. Fora que teremos cabelos coloridos e letras poliglotas. O nome provisório é Jude&Penny&Lucy. Só explico pessoalmente.





Voltando de viagem começo minhas aulas de violão e minha caçada em busca da maldita agulha que quebrou do meu toca-vinil que quero reativar.

Beijos a : Analys(parceira de boas horas), Marília(querida mesmo quando distante), Jade(companheira de sempre e eterna), Brenda(adorável mesmo na dela), Marianne(intensa, leve e emocionante), Catarina(fofa demais, parecida demais), Dilson(gente de verdade e de coração), Moisés(culto,foda e gente fina demais), Nataly(princesa e guerreira), Caio(sumido, virtual e amado), Fernanda(energia mágica que brotou num dia frenético), Letícia(alegria e surpresa), Sofia(luz, sábia), Carlinhos(jornalista querido e médico renomado), Valter(humano e puro), Boi(amigo), Arthur(suave), Suelly(prestativa), Rolfo(moçinho e vilão do meu curta), Beto(onda e óculos), Elíria(forte e firme), Maia(viva dentro de minhas recordações)...








Amo isso aqui. Estarei longe por um tempo mas em breve mais textos chegarão.



*A foto é da Joan Baez novinha. Linda. Porque essa foto ? Sei lá gostei dela. Fora que é Polaroid e ando irritantemente nostálgica. Acho que deste que nasci ando assim.