30 de maio de 2009

Churrasco de rúcula


No começo dessa semana participei de um Mini-curso na UFS sobre Direito Animal. Lá houve uma discussão à respeito do especicismo humano perante os animais, ou seja, o fato de nos acharmos uma espécie superior que tem a "legitimidade" de usar os animais ao nosso bel-prazer. Essa é uma ação humana absurda, já que somos tão espécies quanto os outros animais são.
Enfim, o tema de hoje não é esse, mas sim a alimentação vegetariana. Depois do acesso a vídeos, documentários e coisas em geral que li, resolvi adotar essa inspiração vegetariana.
Há muitos anos que já retirei a carne vermelha do meu cardápio. Sempre tive uma teoria que eu não precisava me alimentar de mamíferos e que a carne não faria bem a minha saúde. Pois bem, há três dias parei de comer frango, peixe e frutos do mar. Ainda é cedo para me sentir vegetariana, ou melhor, ovolactovegetariana, já que ovo, leite, derivados e o mel, eu não pretendo retirar da minha alimentação.
Toda a decisão por uma alimentação sem carnes animais deve ser pensada com inteligência e pesquisa, afinal precisamos procurar alimentos que preencham as lacunas que as carnes deixarão para quem já comia habitualmente.
Talvez o mais difícil para mim será não comer peixes e frutos do mar, já que sempre gostei muito. Mas tentarei. Tentarei sem cobranças ou obrigações com algo além de minha decisão individual.
Uma filosofia deve ser um compromisso de alguém consigo mesmo. É a aplicabilidade do que acreditamos fazer sentido. Mas isso deve ocorrer de forma natural e verdadeiramente sincera. Não vou dizer que deixarei de comer queijos, leites, mel, pois estaria me enganando. Bolos, doces, massas, levam alguns desses ingredientes e não pretendo deixá-los de lado. Sei que existe o leite de soja, por exemplo, para isso, mas na cidade que moro, o mais perto de uma alimentação vegetariana que encontrei foi "Peito de Peru Light". ¬¬ Os supermercados ainda são um grande obstáculo para uma decisão vegetariana. Mas dá pra encontrar uma ou outra coisa perdida dentro deles.
Meu objetivo não é ser bicho grilo, não é emagrecer, não é virar profeta, é simplesmente tentar aplicar algo que faz sentido para mim pelo menos ultimamente. Não condenarei jamais quem come carne, afinal como já disse, essa é simplesmente uma escolha pessoal. Quem tiver idéias à respeito ou receitas ou depoimentos, manda-me mucho. x)

Nenhum comentário: