16 de maio de 2009

Racionais pero no mucho


Que somos seres pensantes, espirituais e complexos, não temos dúvidas. Mas nossos traços animais muitas vezes apesar de maquiados, falam mais alto. Apesar de vivermos sob o controle de nossas emoções, razões e nosso equilíbrio comportamental, temos instintos, hormônios, sentimentos. As vezes a gente pára e pensa," como pude falar aquilo, ou fazer aquilo ?" Ou "onde eu estava com a cabeça" ? É, meus amigos primatas, ainda somos animais apesar de tudo. Tipo o leão, a baleia ou um porquinho. Mas temos espírito, filosofia, consciência, podemos evoluir em nossas ações, desenvolver cultura, arte. Podemos nos aprimorar, estudar o mundo, o funcionamento das coisas, de nós mesmo. Temos todo o nosso aparato que nos fortifica na diferença entre o leão, a baleia ou um porquinho. Mas somos todos animais.
Nas mulheres uma TPM dispensa qualquer conceito de razão. Os homens vendo uma mulher passando com roupas provocantes, mesmo que estejam com a Gisele Bundchen do lado, olham. Gritos de uma final de campeonato. Seu estômago num jejum até às 13 horas. Sede sem água. Calor dentro de um ônibus lotado. Uma mãe defendendo um filho de um bandido. Desejo por algo ou alguém. Você no topo de um prédio com medo de altura. Ter sono e não poder dormir. Tudo isso implica em instinto. Lágrima, suor, saliva, dor de barriga, coceira, nojo, medo...Somos todos um tanto incontroláveis. Claro que isso não é justificável para que saiamos por aí pintando e bordando sem o mínimo de razão. Afinal, estamos numa sociedade que com o passar dos anos foi abrindo mão de seus instintos para dominar o mundo e a si próprio. Isso pode ser bom e ruim. Bom, pois teremos a sensação de normalidade e aceitação. Ruim, pois seremos impedidos de viver as nossas reações naturais. No fim das contas, temos que nos dar um desconto por sermos humanos, não é verdade ?
Acho que o ideal é viver como se sente bem. Seja numa praia de nudismo ou num escritório em New York. Somos todos humanos e se bater a fome e não tivermos o que comer, a gente pode acabar cometendo canibalismo. Já viram os tantos casos ?
É assustador para os mais conservadores ou hipócritas, mas sair do controle é humano. Ser irracional às vezes também é. Sempre não, porque aí já é patologia. Tipo um leão que mata todos os bichos que passam pela sua frente sem a intenção de comer ou se defender. Até ele perderia os limites da irracionalidade.

Um comentário:

Carlinhos disse...

Somos seres racionais, humanos, sentimentais e mesmo assim agimos institivamente.
Surgimos como animais e continuamos sendo animais...