28 de junho de 2009

Onde mora o invisível ?


Quando é que a unha cresce...
Quando é que a casca da banana escurece...
Que a gente não vê ?

Em que momento o cabelo fica comprido...
Em que instante a gente perde o marido...
E nem percebe ?

Em que segundo o broto desabrocha em flor...
Em que milésimo a paixão vira amor...
E a gente nem nota ?

Quando é que a gente fica sério ?
Quando é que a gente fica frio ?

Quando é exatamente que a última fração de gelo derrete ?
Quando é exatamente que a pele envelhece ?
Quando é exatamente que nossos filhos crescem ?

Em que fino momento a gente adormece ?
Em que breve instante a doença nos aparece ?
Em que suspiro a vida se vai ?

Não tenho medo de nada além do invisível. Do tempo que eu não percebo.
Só temo o que me rouba os instantes. Só temo o que não vejo mesmo quando olho sem parar.

Qual o exato instante em que o céu fica todo tingido de preto e as estrelas se acendem?

3 comentários:

Meire disse...

muito bom o texto! muito bom mesmo!

nunca tinha vindo aqui, virei mais vezes, certamente!:)

Johny Barile disse...

nossa animal o texto quem é o autor adorei seu blog se der da uma passadinha no meu opiniaomanjericao.blogspot.com

Johny Barile disse...

nossa desculpe ontem estava tentando deixar um recado e pensei que estivesse dando erro por isso acho que devo ter enviado varias vezes rs. Espero que tenha gostado do meu blog tb e esta feito o convite para quando quizer portar alguma coisa la ta liberado beijos.

A prazer Johny !!!

se quizer add thiago_barile@hotmail.com