23 de julho de 2009

Verbo Blasonar


Apesar de ter desconstruído a idéia de "ídolo" em minha mente de uns tempos para cá, não posso negar que existam pessoas para as quais sintonizo muita admiração, inspiração e afeto. (Fã, segundo o Aurélio, é um admirador exaltado de certo alguém) Sou uma admiradora exaltada de Michel Melamed. Me exalto emocionalmente quando o vejo, quando o leio e quando o escuto. Eu o blasono.
Todos devem conhecê-lo pela sua atuação enternecedora e ao mesmo tempo perturbadora, como Bentinho (personagem do livro Dom Casmurro do mestre Machado de Assis) na minissérie Capitu, exibida pela Rede Globo há poucos meses. Ele mesmo.
Um ser vivo, humano, genial. Eu diria um dos melhores do cenário contemporâneo. Eu digo o melhor. Um g-ê-n-i-o. Com todas as cinco letras.

Melamed me transforma. Principalmente quando leio ou vejo sua interpretação em "Regurgitofagia" peça de sua autoria (que também tornou-se livro). Esta peça possui um texto intenso, uma interpretação que dá choques literalmente (Michel é ligado no palco à fios que são conectados à sensores que ao captarem sons da platéia descarregam uma certa corrente elétrica em seu corpo).
Além de também, Homemúsica, Dinheiro Grátis, e o programa Recorte Cultural. Todos cheios de uma de uma sensibilidade digna de exaltação. Ele é o cara que escuta "atroz, atriz" e diz "atrás, à três".
Michel é um poeta. Dono de uma versatilidade e originalidade sem igual. Antropofágico, corajoso, conhecedor das letras e dos versos que desmonta, monta e cria, constituindo um novo olhar.

Eu poderia passar horas escrevendo o que penso à respeito dele, mas deixo que o procurem e quem sabe, o encontrem de verdade. Espero que se encontrem de verdade.

Michel, um dos meus maiores pesares é ainda não ter tido a oportunidade de sentarmos em algum bar rústico perto da praia (na madrugada) e ficarmos jogando palavras ao vento e colhendo os versos que a maresia nos embalar.


*Foto extraída do site : http://oglobo.globo.com/fotos/2008/11/01/01_MVG_melamedmat.jpg

Um comentário:

Jacke disse...

Ele não é um pedaço de mau caminho. Ele é um "inteiro" de mau caminho.